domingo, 7 de fevereiro de 2016

O PODER DA INTENÇÃO


Que as BÊNÇÃOS do dia de hoje se estendam pelo resto de sua vida em o Nome do Todo-Poderoso!



A dica de hoje é sobre a FELICIDADE.
O religioso, caridoso, bondoso, que não vive no pecado, mesmo que seja da fé e batizado com o Espírito Santo, mas NUTRE DENTRO DE SI UMA COBIÇA PESSOAL, EGOÍSTA E MÁ, cedo ou tarde CAIRÁ EM TENTAÇÃO. Não sei se conseguirá se levantar…
Por outro lado, o perverso, o mais vil pecador, ainda que seja um instrumento de Satanás, mas, mesmo assim, NUTRE DENTRO DE SI, NO MAIS PROFUNDO DA ALMA, O DESEJO DE ABANDONAR AQUELA VIDA E VIVER NO PADRÃO DO QUE É JUSTO E CORRETO, cedo ou tarde o Todo-Poderoso lhe dará a CHANCE DE RECOMEÇAR UMA VIDA NOVA.
Esses dois extremos mostram o PODER DA INTENÇÃO DO CORAÇÃO, para o MAL ou para o BEM. A escolha é livre. Cada um, DE ACORDO COM A SUA RAZÃO, tem de optar por si mesmo.
Por conta disso, o Senhor Jesus profetizou que a felicidade é destinada apenas aos que têm FOME E SEDE DE JUSTIÇA. Ou seja, é conferida àqueles cuja INTENÇÃO É VIVER NA JUSTIÇA.
ELE GARANTE QUE SÓ ESTES TERÃO FARTURA DE FELICIDADE! Mateus 5.6

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

JESUS, Tu és diferente

 

Resultado de imagem para jesus

Tu ficaste ao lado da mulher adúltera,

  quando todos se afastavam dela.

Tu entraste na casa do publicano,

  quando todos se revoltavam contra ele.

Tu chamaste as crianças junto de Ti,

  quando todos queriam mandá-las embora.

Tu perdoaste a Pedro,

  quando ele próprio se condenava

Tu elogiaste a viúva pobre,

  quando todos a ignoravam.

Tu resististe ao diabo,

  quando todos teriam sucumbido à sua tentação.

Tu prometeste o paraíso ao malfeitor,

  quando todos desejavam-lhe o inferno.

Tu chamaste Paulo para Te seguir,

  quando todos temiam-no como perseguidor.

Tu fugiste do sucesso,

  quando todos queriam fazer-te rei.

Tu amaste os pobres,

  quando todos buscavam riquezas.

Tu curaste enfermos,

quando foram abandonados pelos outros.

Tu calaste,

  quando todos Te acusavam, batiam em Ti e zombavam de Ti.

Tu morreste na cruz,

  quando todos festejavam a páscoa.

Tu assumiste a culpa,

  quando todos lavavam suas mãos na inocência.

Tu ressuscitaste da morte,

  quando todos pensavam que estavas derrotado.

Jesus, eu te agradeço porque Tu é único!

 

(autor desconhecido)

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Não Tenho Tempo

Em certa ocasião, um diretor e proprietário de uma importante empresa saía de seu escritório e, ao entrar no carro, um jovem se aproximou, oferecendo-lhe um folheto cujo título dizia: “Onde passarás a Eternidade?” O homem olhou para o jovem e disse:

- “Meu amigo, não tenho tempo para isto”.

- “A mensagem desse folheto é muito importante e até pode mudar o rumo de sua vida...”

- “Tenho coisas importantes a fazer, não tenho tempo para brincar de religião. Há pessoas que dependem de mim para receber o salário no fim do mês. Se eu não trabalhar, não haverá dinheiro. Não tenho um deus que deposita no banco aquilo que eu preciso”.

- “Nem tudo é dinheiro nesta vida, recomendo que leia o folheto. Depois o senhor decide o que fazer”.

- “OK! Eu o levo comigo e, algum dia, quando tiver um tempo, eu lerei”.

No dia seguinte o empresário foi encontrado em seu escritório, já sem vida. Sofreu um infarto e ficou debruçado sobre a escrivaninha. Entre as coisas que havia ao seu redor, estava o folheto “Onde Passarás a Eternidade?”. Se tivesse lido, teria tido a oportunidade de conhecer a mensagem que Deus tinha para a sua vida, porém, ele “não tinha tempo”. Agora, havia terminado o seu tempo aqui na terra!

A Bíblia diz: “...aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo...” (Hebreus 9.27). Portanto, o que agora restava para este homem era esperar o momento de comparecer diante de Deus e arcar com as consequências. E você, como está a sua vida?

Está sem tempo para ouvir a mensagem que Deus tem para você?

A Bíblia é a Palavra de Deus escrita e nela encontramos tudo o que Ele quer para você e para mim.

Ela nos diz: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus” (João 3.16-18).

 

Aceitar ou rejeitar

Há apenas uma alternativa: Crer nesta mensagem ou rejeitá-la. Não há meio-termo. A Palavra de Deus diz que, como todos pecaram, estão separados eternamente de Deus, porém, Ele ama tanto a Sua Criação a ponto de ter providenciado uma maneira de eliminar essa separação entre cada pessoa e Ele.

O preço do pecado é a morte eterna, mas a dádiva do Senhor é a vida eterna em Cristo. Você merecia estar separado de Deus, no entanto, hoje pode usufruir dessa maravilhosa oportunidade de ter esperança da vida eterna e de confiar em todas as fiéis promessas do Senhor. É necessário apenas crer e será salvo da condenação que paira sobre você. Hoje pode ser o tempo oportuno, hoje pode ser o dia da sua salvação!

 

O que fazer?

Você poderá usar a desculpa: “Não tenho tempo!” Talvez você ainda viva por muitos anos e sua vida não termine como a da história aqui mencionada. Porém, sem dúvida alguma, chegará o dia em que precisará enfrentar o Deus vivo e verdadeiro para prestar contas daquilo que você fez com a vida que Ele lhe deu. Essa é uma verdade que jamais deve ser esquecida. A sua decisão terá conseqüências eternas!

Fonte: http://www.ajesus.com.br/

Você Pergunta, Deus Responde

Resultado de imagem para jesus ensinando no templo

Aqui estão algumas perguntas que você talvez esteja se fazendo ou já se fez em algum momento. Todas foram respondidas com base na Bíblia, a Palavra de Deus.

Lembre que a Bíblia é um compêndio de 66 livros e cartas, que foram escritos por homens inspirados por Deus. Por essa razão, quando damos uma resposta baseada na Bíblia, temos a certeza de que é Deus falando e não nós.

Há vida depois da morte?

Com certeza! É o que lemos na Carta aos Hebreus 9.27: “...aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo”.

É importante crer no Deus da Bíblia?

O seu futuro depende disso. A Bíblia diz: “...quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus” (Evangelho de João 3.36).

Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito de Deus” (Evangelho de João 3.18 – NVI).

Há tantas religiões diferentes. Qual é a verdadeira?

A “religião”, como tal, não salva a ninguém. Existe um só caminho para a salvação. Jesus disse: “...Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai [Deus], a não ser por mim” (Evangelho de João 14.6).

...Jesus Cristo, o Nazareno, a quem vós crucificastes, e a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, ...não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” (Livro de Atos 4.10 e 12).

Você não deve se preocupar sobre qual religião é a certa, mas em ter uma relação correta com Deus. Quando nossa fé está baseada no fundamento correto – em Jesus Cristo – o restante virá por si. Temos a promessa de que Ele nos guiará através da Sua Palavra.

Na verdade, eu sou uma boa pessoa, não faço mal a ninguém e vivo honestamente.

Não há absolutamente nada que você possa fazer para conseguir um lugar junto ao Senhor, na Eternidade. Há somente um caminho para chegar até lá.

Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie” (Carta aos Efésios 2.8-9).

Sabemos que Deus aceita somente aqueles que confiam em Jesus Cristo e que ninguém é salvo por obedecer à Lei (ou pelas obras que possamos fazer). “...sabendo, contudo, que o homem não é justificado por obras da lei, e sim mediante a fé em Cristo Jesus...” (Carta aos Gálatas 2.16).

Eu, no entanto, tenho muito tempo para tomar esta decisão

No Evangelho de Lucas, Jesus conta a história de um homem muito rico, cujas terras haviam produzido uma grande colheita. Então, ele disse: “...Já sei o que vou fazer. Vou derrubar os meus celeiros e construir outros maiores, e ali guardarei toda a minha safra e todos os meus bens. E direi a mim mesmo: Você tem grande quantidade de bens, armazenados para muitos anos. Descanse, coma, beba e alegre-se. Contudo, Deus lhe disse: ‘Insensato! Esta mesma noite a sua vida lhe será exigida. Então, quem ficará com o que você preparou?’” (Evangelho de Lucas 12.18-21 – NVI). Ninguém nesta terra tem o seu “amanhã” assegurado e estou convencido de que você sabe disso.

 

Diante desse quadro, o que você fará?

Há somente duas opções: aceitar essa mensagem ou rejeitá-la de algum modo, quer seja ignorando, não crendo ou maldizendo. No entanto, você NÃO pode permanecer imparcial.

Deus diz: “Creia no Senhor Jesus, e serão salvos, você e os de sua casa” (Livro de Atos 16.31 – NVI).

Fonte: http://www.ajesus.com.br/mensagens/voce_pergunta.html

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Porque vale a pena ser Cristão ?

Por: Norbert Lieth

Vamos perguntar-nos concretamente se vale a pena ser cristão, apesar de vivermos em um país considerado cristão, com raízes e tradições cristãs. Que valor tem para nós o cristianismo, o verdadeiro cristianismo, nos dias de hoje?

Voltaire, ateu convicto, foi convidado certa vez por Frederico o Grande, rei da Prússia. Na hora dos brindes, ele ergueu sua taça e disse, zombando: "Troco meu lugar no céu por um marco prussiano". Um silêncio constrangedor dominou o ambiente por alguns instantes, até que outro convidado à mesa do rei voltou-se para Voltaire e respondeu: "Meu senhor, na Prússia temos uma lei: quem tem algo para vender deve provar que o objeto à venda realmente lhe pertence. O senhor pode comprovar que possui um lugar no céu?"

Possuir um lugar no céu – é isso que realmente importa! A Bíblia nos mostra a condição para recebê-lo: ter genuína unidade de vida com Jesus! Isso acontece através do novo nascimento (veja João 3.1-8). Nascemos de novo espiritualmente pela fé pessoal em Jesus Cristo, e assim nos tornamos filhos de Deus: "Mas, a todos quantos o receberam (a Jesus), deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus (renascerem espiritualmente), a saber, aos que crêem no seu nome" (João 1.12). Freqüentemente se ouve: "Afinal, todos são filhos de Deus!" Mas, conforme a Bíblia, isso não é verdade! Trata-se realmente de um grande engano, que leva muitas pessoas a se acomodarem e tranqüilizarem numa falsa segurança com relação ao seu destino eterno. Todos os homens são criaturas de Deus, mas filhos de Deus – os únicos que terão um lugar no céu – são somente aqueles que nasceram de novo através do Espírito Santo, como Jesus disse: "Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito Santo não pode entrar no reino de Deus" (João 3.5).

A vida espiritual verdadeira começa com o “novo nascimento”.

Quem nasceu de novo, como Jesus explicou, tem a confirmação e o testemunho do Espírito Santo em seu coração: "Agora sou um filho de Deus!" Isso não é sinal de orgulho, e sim de humildade, pois a pessoa salva não se baseia mais em suas próprias obras, mas unicamente no Senhor Jesus Cristo. Tal pessoa reconheceu que era pecadora e que não podia ser salva por boas obras, nem por qualquer outra coisa. Foi por isso que ela chegou-se a Jesus com o pedido: "Meu Salvador, por favor, salve-me!" O Senhor não apenas ouve essa oração, Ele também a atende: Jesus regenera – faz renascer espiritualmente – quem O aceita como Salvador em seu coração. Em Apocalipse 3.20 Ele diz: "Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo." Se você abrir a porta da sua vida para Jesus, Ele entrará e a transformará. Como conseqüência, o Espírito Santo lhe dará a certeza: "Agora sou propriedade de Jesus, agora estou salvo, agora vou para o céu!"

Jesus não pode ser comparado a nada, nem a ninguém! Ele é o Cristo, o Filho do Deus vivo – e por isso vale a pena segui-lO e ser cristão!

Vamos ler apenas alguns dos muitos textos da Bíblia sobre Jesus Cristo:

  • Jesus "é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis... Tudo foi criado por meio dele e para ele. Ele é antes de todas as coisas. Nele tudo subsiste" (Colossenses 1.15-17).
  • "Pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai" (Filipenses 2.6-11).

Fonte: Livro “Conheça Jesus” de Norbert Lieth

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

O batismo com o Espírito Santo

Sem o selo divino, a chance de sobrevivência cristã neste mundo é praticamente impossível

Em outras palavras, o batismo com o Espírito Santo é a confirmação de Deus, em toda a Sua plenitude, dentro de nós: é a resposta de Deus aos anseios do homem e mulher cristãos. Devido à obra diabólica de todas as forças do inferno exercida na humanidade (e por isso mesmo, pode-se dizer sem exagero que esta Terra se transformou num reino de Satanás), não há outra alternativa para o seguidor do Senhor Jesus, senão receber o Seu Espírito para poder guiá-lo em total e completa segurança por todos os dias da sua vida terrena.

O batismo com o Espírito Santo não pode ser considerado em termos de opção denominacional doutrinária, pois é uma necessidade imprescindível, de tal forma que sem ele a chance de sobrevivência cristã neste mundo é praticamente impossível.

Quando Martinho Lutero descobriu que “o justo viveria pela fé” e não pelas obras das próprias mãos, uma luz se acendeu neste mundo, e para aqueles que viviam na região católica da sombra da morte, guiados pela sórdida ganância papal, resplandeceu a luz do Evangelho puro, limpo e cristalino. E as trevas se transformaram num poderoso Estado dentro dos demais Estados desta Terra, a fim de sugar, em nome de Deus, o sangue dos famintos e ignorantes da graça do Senhor Jesus.

E assim o Evangelho foi sendo difundido e aceito pelas nações. O espírito satânico religioso também se aproveitou da politicagem egoísta dentro da igreja evangélica. Então, hoje podemos encontrar igrejas transformando-se em boates; “cristãos” acreditando que suas línguas estranhas sejam o batismo com o Espírito Santo; enfim, toda a orgia e sujeira praticadas do lado de fora têm sido também vividas dentro das igrejas.

Ora, por isto e muito mais que desconhecemos, como nós que somos realmente "raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus”, que fomos chamados das trevas para a Sua maravilhosa Luz, poderemos nos conduzir neste mundo e ainda assim manter a nossa fidelidade ao nosso Senhor Jesus sem escorregarmos no adultério, prostituição, avareza e toda a sorte de carnalidade que imperam neste mundo podre e nojento? Por estas razões e muito mais, o batismo com o Espírito Santo se faz urgente na vida de todos os que querem andar “assim como Ele andou".

Se você quer aprender mais sobre a Palavra de Deus e ter a direção do Espírito Santo para praticá-la, participe doJejum de Daniel.

(*) Texto retirado do livro "O Espírito Santo", do bispo Edir Macedo.

Classificação dos dons do Espírito Santo

Ferramenta essencial para agir conforme a vontade de Deus

Para que possamos entender melhor a aplicação dos dons do Espírito Santo na Obra de Deus, como ferramentas essenciais, precisamos classificá-los da seguinte maneira:

a) Dons de Revelação

• Palavra de conhecimento

• Palavra de sabedoria

• Discernimento de espíritos

b) Dons de Poder

• Dons de curar

• Operações de milagres

• Fé

c) Dons de Inspiração

• Variedade de línguas

• Capacidade de interpretar

• Profecia

Numa certa ocasião, o Senhor Jesus exclamou:

"...Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado." Mateus 11.25,26

É claro que o conhecimento neste mundo vem se acelerando de forma fantástica, muito embora os inteligentes e versados nunca sejam plenamente satisfeitos, mas, ainda assim, o sucesso deles tem sido notório, tanto para o bem, quanto para o mal da humanidade. Esta inteligência e sabedoria certamente são oriundas da desobediência do homem para com Deus no Jardim do Éden, quando o Senhor determinou:

"... De toda árvore do jardim comerás livremente,  mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás.” Gênesis 2.16,17

Deus não tem culpa se a humanidade vem se autodestruindo, pelo seu próprio conhecimento. Todavia, há um conhecimento que está acima de todo existente neste mundo: o conhecimento da vontade de Deus para o homem; e isto só é possível para aqueles que permitem ser usados pelo Espírito Santo. Então, este dom é concedido a cada um, de acordo com a necessidade. Tanto pode ser usado para revelar aspectos bons, quanto para desmascarar os inimigos de Deus.

Veja que este dom, bem como qualquer outro, jamais será uma ferramenta para uso e proveito próprio, mas sempre visando um fim proveitoso. Como exemplo, temos o próprio Senhor Jesus, que pela palavra de conhecimento sabia que Natanael estava debaixo da figueira e era um homem de índole boa e sincero diante de Deus.

Ora, quem havia dado ao Senhor este conhecimento, senão o próprio Espírito Santo? Podemos verificar que esta revelação não foi usada para que o Senhor provasse a Natanael a Sua divindade, mas para que este viesse a tornar-se mais um cidadão dos Céus.

Em outra ocasião, o apóstolo Pedro também foi usado com a mesma palavra do conhecimento para revelar a hipocrisia e a mentira de Ananias e Safira, com o propósito de evitar que a Igreja primitiva viesse a desenvolver os mesmos erros do judaísmo, quando disse:

"Então, disse Pedro: Ananias, por que encheu Satanás teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, reservando parte do valor do campo? Conservando-o, porventura, não seria teu? E, vendido, não estaria em teu poder? Como, pois, assentaste no coração este desígnio? Não mentiste aos homens, mas a Deus." Atos 5.3,4

(*) Texto retirado do livro "O Espírito Santo", do bispo Edir Macedo.

APRESENTAÇÕES EM POWER POINT PARA VOCÊ

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin