quinta-feira, 4 de junho de 2015

A Santíssima Trindade

A Bíblia revela que existem três Pessoas distintas; porém, Um só Deus

Muito embora a Santíssima Trindade seja um mistério para ser revelado apenas quando estivermos diante do trono da graça, ainda assim, podemos ter certeza absoluta da Sua existência, pelas informações dadas nas Escrituras Sagradas. Alguns versículos são por demais explícitos a este respeito, não permitindo qualquer dúvida da Sua realidade. O exemplo mais claro e evidente da manifestação da Santíssima Trindade foi exatamente no batismo do Senhor Jesus, realizado por João Batista, conforme documentou Mateus:

"Por esse tempo, dirigiu-se Jesus da Galiléia para o Jordão, a fim de que João O batizasse. Ele, porém, o dissuadia, dizendo: Eu é que preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim? Mas Jesus lhe respondeu: Deixa por enquanto, porque, assim, nos convém cumprir toda a justiça. Então, ele o admitiu. Batizado Jesus, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba, vindo sobre ele. E eis uma voz dos céus, que dizia: Este é o Meu Filho amado, em quem Me comprazo." Mateus 3.13-17

Daí, as três Pessoas são identificadas:

O Filho, sendo batizado nas águas;

O Espírito Santo, descendo sobre o Filho em forma de uma pomba;

O Pai, identificando do Céu o Seu Filho amado, Jesus.

Também o apóstolo João confirma a existência da Trindade, quando diz: "E três são os que testificam na terra: o Espírito, a água e o sangue, e os três são unânimes num só propósito." (1 João 5.8).

No Antigo Testamento não há qualquer referência direta à Trindade. Porém, na criação do homem, encontramos na expressão de Deus o seguinte: "Também disse Deus: Façamos o homem à Nossa imagem, conforme a Nossa semelhança." (Gênesis 1.26); “Então, disse o Senhor Deus: Eis que o homem se tornou como um de Nós.” (Gênesis 3.22).

Esta maneira pluralista de referir-Se a Si próprio revela indiretamente a existência da Santíssima Trindade.

A Bíblia revela que na Santíssima Trindade temos três Pessoas distintas; porém, Um só Deus: Deus-Pai, Deus-Filho e Deus-Espírito Santo. Como isto é um mistério, devemos nos alegrar por já termos esta base de conhecimento, uma vez que o oculto fica com Deus, conforme a própria Palavra nos adverte:

"As coisas encobertas pertencem ao Senhor, nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem, a nós e a nossos filhos, para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei." Deuteronômio 29.29.

(*) Texto retirado do livro "O Espírito Santo", do bispo Edir Macedo.

O Espírito Santo, Esse "incompreendido"

Você sabe realmente quem Ele é e o que faz?

A maioria dos cristãos não sabe exatamente do que fala quando se refere ao Espírito Santo.

Alguns reclamarão sobre a frase acima. Antes disso, que tal perguntar a outros quem é o Espírito Santo? Ou a si mesmo?

Outros dirão que não é preciso entender quem Ele é, e sim recebê-Lo em sua vida. Estão certos por um lado, mas errados por outro. Receber quem, e para quê?

Em um depoimento para o blog do bispo Edir Macedo, uma fiel da Universal declarou, ao descrever sua conversão: “Aprendi a usar a fé e, com quase 1 ano, fui liberta e recebi o Espírito Santo.”

Ela poderia achar que já estava com o Espírito instantaneamente na hora em que tomou a atitude de ser verdadeiramente de Deus. Até poderia, pois cada caso é um caso. No entanto, só tomou consciência dEle em sua vida quase 1 ano após entrar para a Universal.

Isso quer dizer que ela sabia quem Ele era?

O Antigo Testamento não fala muito claramente sobre o Espírito Santo, embora fale dEle em vários trechos. Contudo, Ele estava presente.

Como?

Vemos hoje que, entre outras coisas, o Antigo Testamento mostra um grande período de preparação para a primeira vinda de Jesus. O Novo Testamento é bem mais claro quando descreve a ação do Espírito Santo, como o Messias em pessoa tão bem explicou:

“Se me amais, guardareis os meus mandamentos.

E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós.

(...) Isto vos tenho dito, estando ainda convosco; mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito.” João 14:15-17; 25-26

Bem explicado realmente foi, como era bem próprio do Senhor Jesus. Todavia, daí a ser bem compreendido por nós...

Realmente, a tarefa não é fácil. Só que, ao invés de perder tempo e energia sentindo-se culpado, use-os para procurar entendimento no próprio Espírito de Deus.

Auxílio do bispo

Com alguma ajuda, fica ainda melhor essa compreensão. Uma delas é o livro “O Espírito Santo”, do bispo Edir Macedo.

Escrito de forma simples, sem que perca a profundidade, o livro já começa na esteira dos versículos de João que acabamos de ler acima. Explica que o Espírito Santo é “o penhor de Cristo à nossa herança celestial e uma garantia da glória vindoura”. E mais: “Portanto, os cristãos devem se fundamentar nas promessas de Jesus e confiar à direção do Espírito Santo os rumos das suas vidas, para que Ele possa guiá-los ao conhecimento da verdade.”

Partindo disso, para compreender melhor o Espírito Santo, já começamos por precisarmos dEele para isso. O texto do bispo continua explicando que o Espírito “não é uma força, energia ou qualquer sensação, fruto de emoções. Sua atuação se dá na vida do cristão de uma maneira concreta e permanente.”

No Novo Testamento, a presença do Espírito é bem percebida quando do batismo do Senhor Jesus no Jordão, em que aparece descendo dos céus em forma de uma pomba (figura acima, à direita). Mais ainda, no Pentecostes (Atos 2), quando foi enviado à Igreja (figura abaixo, à esquerda), batizando a todos que têm um encontro pessoal com Deus, no mesmo Espírito. Sim, o verdadeiro relacionamento com o Pai, por intermédio do Filho, só acontece com uma conexão perfeita providenciada pelo Espírito.

O Espírito Santo estabelece morada definitiva, não é visita. Não funciona como aquela pessoa a quem recebemos no sofá de uma sala arrumada e brilhante com biscoitos e cafezinho, enquanto por trás da porta da sala a casa pode estar uma bagunça. Ele mora conosco, e não adianta esconder a desordem da casa – nossa vida.

O Espírito Santo é a terceira pessoa na Trindade de Deus. Ao mesmo tempo que são o Senhor, são pessoas distintas. E pessoas não são mera energia. Elas têm personalidade.

O batismo pelo Espírito Santo não é algo elitista. É para qualquer pessoa que queira de verdade a vida cristã, pois é essencial para que ela seja possível. É outra coisa dita no livro do bispo Macedo: “É impossível seguir o Senhor Jesus sem o batismo com o Espírito Santo. Em outras palavras, é impossível ser cristão sem ser selado com o Espírito Santo!”

Fonte: http://www.universal.org/

sábado, 9 de maio de 2015

O segredo da vida em abundância

 

Falar da vida em abundância e aceitar uma vida de miséria tem sido um dos maiores sinais da falta de conhecimento da Verdade!

Meditemos: Será que o Deus do Antigo Testamento é diferente do Deus do Novo Testamento?

A promessa de Deus a Abraão foi de uma descendência abençoada e próspera. Por causa dessa promessa, nós vemos os descendentes biológicos de Abraão, os judeus, serem detentores das maiores riquezas deste mundo, mesmo sendo perseguidos e odiados por causa disso. É muito difícil ver um deles pobre, pois Deus é Fiel e a Promessa se cumpre. No entanto, para eles uma coisa está faltando: a paz. Isso se dá pela falta da certeza da Salvação. Como aquele jovem rico que foi falar com o Senhor Jesus, ele tinha tudo menos a Salvação.

Por outro lado, o Senhor Jesus veio anunciar e trazer a Salvação para os que O aceitarem dizendo: Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. João 10.10

Ora, todo aquele que usa um pouquinho da inteligência entende que vida em abundância é ter tudo o que é necessário, incluindo a Salvação!

Só que não é isso que tem acontecido com a maioria dos cristãos, evangélicos, protestantes etc. Por quê?

Porque se deixaram enganar por essa frase babilônica e destruidora que diz que “Jesus ama os pobrezinhos”. Claro que Ele ama tanto os pobrezinhos como os ricos. Mas de uma coisa eu tenho certeza: Deus não ama ver um filho Seu passar fome, endividado e envergonhado. Eu até diria que isso é blasfêmia, pois como nós chamamos a Deus de Pai e aceitamos uma doutrina dessa? Será essa a vida em abundância prometida? Parece até que Deus é pior que os seres humanos, que querem o melhor para os seus filhos.

Infelizmente, tudo isso acontece porque as religiões têm usado o Antigo e o Novo Testamento como se fossem duas Bíblias, duas promessas ou dois Deuses com caracteres diferentes! E quem está ganhando com isso é o diabo, porque ele é quem gosta de divisão.

No dia em que os cristãos abrirem os olhos e começarem a praticar as mesmas obras de Abraão e viverem a fé sacrificial, tendo Jesus como Senhor e Salvador, aí sim se cumprirá a promessa da vida em abundância.

Agora nós podemos entender por que a Igreja Universal tem sido caluniada, perseguida e injustiçada na pessoa do seu líder. Pois ela, edificada e conduzida pelo Espírito Santo, não se deixou enganar por essas falsas doutrinas.

Além disso, a Universal tem mostrado que o Deus do Antigo e do Novo Testamento é Um Só e Único Deus, e os resultados estão à vista. O atual Templo de Salomão exemplifica isso.

Entretanto, a base de tudo isso é o sacrifício.
Pense comigo: Abraão e a sua descendência sacrificaram.
Deus sacrificou na Pessoa do Senhor Jesus.
E nós, cristãos, vamos ficar de fora?

Não se deixe enganar!
No dia em que isso mudar, aí você vai ver a Grandeza de Deus!

sábado, 2 de maio de 2015

O que o irmão de Moisés pode nos ensinar sobre idolatria

Mesmo conhecendo a Deus, ele ficou quieto diante da idolatria dos hebreus

Resultado de imagem para idolatria na bíblia

Arão era da tribo de Levi. Três anos mais velho que Moisés, foi escolhido por Deus para ser o assistente dele (Êxodo 4.14-17;27-31).

Porém, Arão não foi sempre obediente a Deus. Ele ajudou o povo hebreu a fazer ídolos palpáveis, a criar um deus, pois eles não estavam mais acreditando em Moisés, que ele era realmente um canal usado por Deus (Êxodo 32.1-8).

Pecado aceito

Arão não era uma pessoa qualquer, sem nenhum entendimento, mas sim um homem que já tivera uma experiência espiritual, já ouvira a voz de Deus. Porém, mesmo assim, ele se deixou levar por um povo incrédulo, que queria saber o que aconteceria depois de saírem da terra do Egito. Eles eram ansiosos e desejaram fazer tudo do próprio jeito. E quando aceitou o pedido do povo e fez um deus em fundição, Arão, em nenhum momento, os repreendeu ou disse não, somente aceitou e participou daquele pecado.

Quantas vezes, como cristãos, temos sido coniventes com o pecado de outras pessoas somente para agradá-las? Uns pensam: “Tudo bem eu participar, Deus conhece o meu coração”; “Não faz mal, é somente essa vez".

Mas não é nada disso. Deus espera uma posição radical de quem O serve. Ele quer ver em atitudes o quanto você O ama e o quanto quer fazer Sua Obra.

Não seja como Arão, que perdeu a chance de falar para aquele povo, de abrir os olhos daquelas pessoas e de fortalecer a fé delas. Era a oportunidade dele, já que Moisés tinha confiado aquele povo a ele.

Cuidado

Às vezes, uma atitude, uma palavra ou até mesmo uma visita a determinado lugar pode não parecer algo tão nocivo, mas é. Preste atenção em tudo para que, em primeiro lugar, você agrade a Deus, e não às outras pessoas.

"Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo. Faço-vos, porém, saber, irmãos, que o Evangelho por mim anunciado não é segundo o homem, porque eu não o recebi, nem o aprendi de homem algum, mas mediante revelação de Jesus Cristo." Gálatas 1.10-12

Nos dias de hoje, situações que incentivam o pecado e expõem as pessoas às tentações são muito comuns. Festas vulgares, amizades erradas, conversas que não edificam espiritualmente, entre muitas outras coisas bombardeiam os servos de Deus frequentemente. Por isso, cuidado para não se envolver com o que "está na moda" ou o que "todo mundo está fazendo".

Se você deseja uma orientação, converse agora mesmo com um homem de Deus pelo Pastor Online.

Você achou essa reflexão interessante? Então, confira mais histórias sobre homens da Bíblia.

Fonte: http://www.universal.org

Você não está sozinho - Ты не один - мотивация

domingo, 29 de março de 2015

Cuidado com a sanguessuga

Ela pode lhe levar à morte espiritual

Por:  flavia Dias

Muitas pessoas não sabem, mas vivem por alimentar uma sanguessuga em suas vidas.

A característica marcante desse parasita é que, ao se agarrar e cortar a pele de sua vítima, ele libera substâncias para dilatar os vasos sanguíneos – provocando uma pequena hemorragia – e um anestésico local, para evitar que a vítima perceba a sua presença.

Dessa forma, a vítima vai perdendo cada vez mais sangue e, consequentemente, ficando debilitada aos poucos, sem ao menos perceber o que de fato está acontecendo.

Fazendo uma analogia com o lado espiritual, é exatamente assim que acontece com muitos cristãos. O diabo anestesia a pessoa de forma cautelosa. Ela acaba não se dando conta de tudo o que está ao seu redor. E a pequena hemorragia espiritual se inicia.

Aos poucos, sem perceber, a pessoa deixa de orar, ler a Bíblia, jejuar e ir para a igreja. Às vezes é por causa da falta de tempo, devido ao trabalho, estudos, cuidado com a casa, entre outras coisas.

No entanto, uma vez não se alimentando da , da Palavra de Deus, a pessoa vai enfraquecendo espiritualmente. A anestesia vai ficando cada vez mais forte e a sensibilidade para com as coisas de Deus muito menor, quase imperceptível, até chegar ao ponto de a pessoa não ter mais forças para continuar.

Tudo acontece de forma singela, e nem mesmo a pessoa entende o que aconteceu. Pensamentos como, por exemplo, “não vou muito à igreja, pois tenho que dar bom testemunho em casa, deixando tudo organizado”; “minha vida está muito corrida, trabalho e estudo”; “faltar só este domingo não tem problema”; “estou muito cansado, Deus entende”, se tornam comuns.

Não deixe a sanguessuga tomar posse da sua vida até lhe levar ao óbito espiritual. Tome uma atitude imediata e arranque ela de sua vida.

Volte a praticar aquilo com o que você está em falta. Arrependa-se e combata esse anestésico exercendo a sua fé.

 

Fonte: http://www.universal.org

terça-feira, 10 de março de 2015

SENTINDO VONTADE OU NÃO


O alarme do celular dispara ecoando o barulho pelo quarto. A pessoa olha para o visor e pressiona a opção “soneca”. “Só mais 5 minutinhos”, ela diz. Quando percebe, o mesmo botão já foi pressionado várias vezes e novamente essa pessoa está atrasada para o trabalho.
Aquele projeto está digitado no computador há meses e não se torna realidade, porque a pessoa está esperando uma oportunidade para colocá-lo em prática.
As tarefas estão se acumulando nos lembretes. A pessoa olha e diz para si mesma: “Ah, depois eu faço. Deixa para amanhã.”
Você sabia que esse tipo de atitude é muito prejudicial para o desenvolvimento profissional?
Por isso, fique atento para não se tornar mais uma vítima do comodismo. Para alcançar o sucesso, é muito importante ter foco e buscar sempre alcançar os objetivos.
Todos os dias, antes de trabalhar, visualize aonde você quer chegar e quais são os seus propósitos. Revise as tarefas do dia e verifique as prioridades. Dedique-se para alcançar o seu sonho.
Sentindo vontade ou não, você precisa fazer o que é o melhor para a sua vida.
Confira o vídeo abaixo e pense sobre como você tem conduzido as suas realizações:



Fonte: http://www.universal.org

APRESENTAÇÕES EM POWER POINT PARA VOCÊ

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin