quarta-feira, 25 de maio de 2011

ATÉ QUE ENFIM, UMA BOA NOTÍCIA

Dilma manda suspender kit anti-homofobia


Presidente assistiu aos vídeos e chamou o material de "inadequado"

A presidente Dilma Rousseff decidiu, nesta quarta-feira (25), suspender o kit anti-homofobia, que seria distribuído pelo MEC (Ministério da Educação) às escolas. O anúncio foi feito pelo ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência.




A ação do PRB (Partido Republicano Brasileiro) foi primordial para pôr fim à campanha do MEC. O anúncio de Carvalho foi feito após reunião com representantes do partido e da bancada religiosa na Câmara. De acordo com Carvalho, a presidente Dilma assistiu aos vídeos e não gostou do material.
- A presidente viu e não gostou. Achou que não era propício, achou o material inadequado. Por isso, foi suspensa a produção desse material.
O presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, participou de várias reuniões no Palácio do Planalto com o ministro das Relações Institucionais, Luiz Sérgio, e com a ministra da Secretaria de Comunicação Social, Helena Chagas, acompanhado do líder do PRB na Câmara, Vitor Paulo (RJ), para que a Presidência tivesse conhecimento do chamado “kit gay”. Ontem, ele também esteve com o vice-presidente Michel Temer.
- Eu, como presidente do PRB, participei de diversas reuniões no Palácio do Planalto para levar ao conhecimento da Presidência o movimento contra o chamado “kit gay”. E, depois de levado à presidente Dilma, tivemos essa decisão de encerrar a implantação do projeto.
Carvalho afirmou que o governo achou prudente não editar o material muito menos veicular o vídeo feito por uma ONG.
- Nós recebemos a bancada evangélica e decidimos que está suspensa toda a produção de material referente a esse assunto. Mas salientamos que somos contra qualquer tipo de homofobia, assim como a bancada evangélica. Mas o governo achou prudente não editar o material. O vídeo feito pela ONG também não será veiculado. Qualquer produção nessa área será feita com ampla discussão, para não gerar esse tipo de polêmica.

O material que seria distribuído às escolas circulou pela internet antes mesmo de ser aprovado pelo MEC e o seu conteúdo gerou grande repercussão. Na Câmara dos Deputados, a bancada religiosa trabalha para suspender o projeto antes de ele ser lançado pelo MEC.





 










segunda-feira, 16 de maio de 2011

Porque a PL 122 é inconstitucional

Antes de fazer qualquer comentário, é importante frisar que uma coisa é criticar conduta, outra é discriminar pessoas. No Brasil, pode-se criticar o Presidente da República, o Judiciário, o Legislativo, os católicos, os evangélicos, mas, se criticamos a prática homossexual, logo somos rotulados de homofóbicos. Na verdade, o PL-122 é contra o artigo 5º da Constituição, porque o projeto de lei quer criminalizar a opinião, bem como a liberdade religiosa.






Vejamos alguns artigos deste PL:







--------------------------------------------------------------------------------



Artigo 1º: Serão punidos na forma desta lei os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual, identidade de gêneros.





Comentário: Eles tentam se escorar na questão de raça e religião para se beneficiar. O perigo do artigo 1º é a livre orientação sexual. Esta é a primeira porta para a pedofilia. É bom ressaltar que o homossexualismo é comportamental, ninguém nasce homossexual; este é um comportamento como tantos outros do ser humano.



--------------------------------------------------------------------------------



Artigo 4º: Praticar o empregador, ou seu preposto, atos de dispensa direta ou indireta. Pena: reclusão de 2 a 5 anos.





Comentário: Não serão os pais que vão determinar a educação dos filhos — porque se os pais descobrirem que a babá dos seus filhos é homossexual, e eles não quiserem que seus filhos sejam orientados por um homossexual, poderão ir para a cadeia.



--------------------------------------------------------------------------------



Artigo 8º-A: Impedir ou restringir a expressão e a manifestação de afetividade em locais públicos ou privados abertos ao público, em virtude das características previstas no artigo 1º desta lei. Pena: reclusão de dois a cinco anos.





Comentário: Isto significa dizer que se um pastor, ou padre, ou diretor de escola — que por questões de princípios — não queira que no pátio da igreja, ou escola haja manifestações de afetividade, irão para a cadeia.



--------------------------------------------------------------------------------



Artigo 8º-B: Proibir a livre expressão e manifestação de afetividade do cidadão homossexual, bissexual ou transgênero, sendo estas expressões e manifestações permitidas aos demais cidadãos ou cidadãs. Pena: reclusão de dois a cinco anos.





Comentário: O princípio do comentário é o mesmo que o do anterior, com um agravante: a preferência agora é dos homossexuais; nós, míseros heterossexuais, podemos também ter direito à livre expressão, depois que é garantida aos homossexuais. O parágrafo do artigo que vamos comentar a seguir "constituiu efeito de condenação".



--------------------------------------------------------------------------------



Artigo 16º, parágrafo 5ª: O disposto neste artigo envolve a prática de qualquer tipo de ação violenta, constrangedora, intimidatória ou vexatória, de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica.





Comentário: Aqui está o ápice do absurdo: o que é ação constrangedora, intimidatória, de ordem moral, ética, filosófica e psicológica? Com este parágrafo a Bíblia vira um livro homofóbico, pois qualquer homossexual poderá reivindicar que se sente constrangido, intimidado pelos capítulos da Bíblia que condenam a prática homossexual. É a ditadura da minoria querendo colocar a mordaça na maioria. O Brasil é formado por 90% de cristãos. Não queremos impedir ou cercear ninguém que tenha a prática homossexual, mas não pode haver lei que impeça a liberdade de expressão e religiosa que são garantidas no Artigo 5º da Constituição brasileira. Para qualquer violência que se cometa contra o homossexual está prevista, em lei, reparação a ele; bem como assim está para os heterossexuais. A PL-122 não tem nada a ver com a defesa do homossexual, mas, sim, quer criminalizar os contrários à prática homossexual — e fazem isso escorados na questão do racismo e da religião.





Fonte: Associação Vitória em Cristo

__________



Este conteúdo está autorizado para cópias desde que haja citação de fonte de origem, a Associação Vitória em Cristo. Reproduza-o informando que é permitido copiá-lo. Mantenha-se informado sobre o assunto: Pr. Silas Malafaia no Twitter.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Kit Gay do MEC vai dar piti

A POSTAGEM ABAIXO FOI EXTRAÍDA DO BLOG O PROVOCADOR POR MARCO ANTONIO ARAUJO DO SITE R7.
CONCORDO PLENAMENTE COM AS PALAVRAS DELE E GOSTARIA QUE VOCÊ DESSE UMA LIDA E DEIXASSE SUA OPINIÃO.

Basta as coisas estarem indo bem que aparece algum burocrata para estragar tudo. O pessoal do MEC está querendo transformar a homossexualidade em uma coisa chata. Orientação sexual vai virar disciplina!
Só pode ser sabotagem. Cismaram que precisa debater em sala de aula a vida privada das pessoas. E criaram o kit gay para o ensino médio.

São três vídeos e um guia de orientação para professores ensinarem transexualidade, bissexualidade e demais manifestações “homoafetivas”. Que porre deve ser...

Num dos filmes, contam a história de um casal de meninas lésbicas. Já tem um monte de novelas fazendo isso. Carecia não.

Isso não é ensinar tolerância, é incitar preconceito. Não vale a pena pagar pra ver.


Piada pronta, além de munição para almas mais conservadoras. Jair Bolsonaro agradece, ao CQC e ao MEC. Que seria dele sem pessoas e ideias estúpidas?
Menos, menos. Isso não vai ser bom para ninguém. É o mesmo que ensinar religião nas escolas. Sou contra. Não somos um Estado laico? Pois então. Também não quero que deem aulas de ateísmo. Quero que me deixem em paz. Só isso.

O raciocínio é simples: o Estado não tem que se meter na vida das pessoas. Cada um cuida da sua. Não precisamos que desenhem na lousa as nossas intimidades.



A escola já está sobrecarregada de tarefas, e não cumpre nenhuma a contento. Que tal devolvermos aos pais alguma responsabilidade na formação de jovens e crianças?



É de dar calafrios imaginar um professor mal preparado discutindo um assunto desses. E jovens entediados, recebendo informações que dizem respeito a uma minoria que só precisa passar despercebida na multidão. Como gente normal, sabe?
Muito mais útil seria dar reforços em matemática e português. Nesses quesitos, sim, temos problemas graves. E os resultados têm sido indecentes.

Fonte: Blog O Provocador por Marco Antonio Araujo



terça-feira, 10 de maio de 2011

Bolsonaro: próximo passo será legalização da pedofilia

..“O próximo passo será a adoção de crianças por casais homossexuais e a legalização da pedofilia”, disse ontem o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) ao comentar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que reconheceu a união estável entre homossexuais. Para ele, o STF fez um “julgamento político”. “O Supremo extrapolou. Quem tem de decidir isso é o Legislativo, com a sanção do Executivo. Agiu por pressão da comunidade homossexual e do governo. Unidade familiar é homem e mulher.”




Bolsonaro afirmou que proíbe o seu filho de 3 anos de brincar com crianças criadas por gays. “Eu não quero que o meu filho menor vá brincar com o filho adotivo de dois homossexuais. Não deixo. Não quero que ele aprenda com o filho do vizinho que a mamãe usa barba, que isso é normal. Não vou deixá-lo nessas companhias porque o futuro do meu filho também será homossexual”, disse o deputado. “Vão dizer que estou discriminando e estou, sim.”





Indagado sobre o teor de suas declarações, Bolsonaro atacou o Projeto de Lei 122, que prevê a criminalização da homofobia, e sugeriu que, caso ele seja aprovado, será “mais fácil se livrar de um homicídio do que de uma discriminação homofóbica”. “Se ser homofóbico é defender as crianças nas escolas, defender a família e a palavra de Deus, pode continuar me chamando de homofóbico com muito prazer, pode me dar o diploma de homofóbico”, declarou. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

...

sábado, 7 de maio de 2011

Os 12 maiores pecados dos maridos!

 

1. Valorizar mais a diversão com os amigos que se divertir com sua esposa.
2. Querer prazer sem se importar muito em ser fonte de prazer para sua esposa.
3. Deixar que sua esposa seja a provedora da família.
4. Renunciar ao seu papel de lider espiritual de sua familia.
5. Pensar que, porque está casado, não precisa namorar mais sua esposa.
6. Condenar sua esposa a uma vida de maus tratos e assédio moral.
7. Deixar toda a educação dos filhos como responsabilidade da esposa.
8. Elogiar outras mulheres ou idealizar a mulher perfeita quando se desentende com sua esposa.
9. Pensar sempre e falar sempre em divórcio.
10. Transformar sua casa em um hotel e sua esposa em uma empregada.
11. Deixar de abençoar sua família, com palavras de carinho e motivação.
12. Viver constantemente de mau-humor, tratando sua esposa com todo o rigor da lei de denominação religiosa.

Fonte: Blog Oficial do Pastor Geraldo Magela

Qual a necessidade de ter o Espírito Santo?

domingo, 1 de maio de 2011

A Fé e a bateria

Proporta1

A , assim como uma bateria que alimenta os aparelhos eletroeletrônicos, precisa sempre ser recarregada. Quando compramos um telefone móvel, por exemplo, ele vem, obrigatoriamente, acompanhado do carregador de bateria. Esta simples comparação nos ajuda a entender que ninguém, em sã consciência, tem pensado em uma bateria que dure para sempre. Então, por que pensar que a fé é definitiva?

Ora, Deus não nos tem revelado uma fé estática. Se assim fosse, Ele não precisaria exortar a combater o bom combate da fé por meio da perseverança:

“Tu, porém, ó homem de Deus, foge destas coisas; antes, segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão. Combate o bom combate da fé. Toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado e de que fizeste a boa confissão perante muitas testemunhas. " (1 Timóteo 6.11,12)

A precisa tanto ser exercitada quanto desenvolvida. O desenvolvimento acontece através da meditação diária da Palavra. E o que carrega a bateria da nossa fé é a Bíblia. Jesus criou a igreja justamente para recarregar a bateria da fé dos Seus discípulos.

biblia-fullOu seja, para lhes estimular a fé e ensinar-lhes como usá-la no combate às dúvidas e aos agentes do mal. Para que eles possam erguer os caídos e os fracos.

É na igreja que buscamos juntos o restabelecimento da comunhão com o Espírito Santo. E nos cultos aos domingos recarregamos a bateria da nossa fé, com a leitura da Bíblia e com orações de busca ao Espírito Santo e de louvor e adoração ao Senhor.

O propósito maior da igreja é fazer com que todos cheguem à unidade da fé e ao pleno conhecimento do Filho de Deus; à perfeita potencialidade da fé, à medida da estrutura da plenitude de Cristo, para que estejamos unidos em um só pensamento, em uma só crença, em um só Senhor.

À medida que nos alimentamos da Palavra de Deus, a nossa fé aumenta e se torna inabalável. Quando isto acontece, o mundo pode desabar ao nosso redor que nossa confiança no Senhor permanece inalterável.

Quaisquer que sejam os problemas, por maiores que pareçam, podemos compará-los a nuvens negras que vêm por algum tempo, mas sabemos que logo irão embora.

Fonte: Parte da pregação do Pastor Clodoado no culto deste domingo (01/05) na          igreja onde eu frequento (IURD).

Os dons para servir o próximo

ROMANOS 12.3-8


missoes-04Por causa da bondade de Deus para comigo, me chamando para ser apóstolo, eu digo a todos vocês que não se achem melhores do que realmente são. Pelo contrário, pensem com humildade a respeito de vocês mesmos, e cada um julgue a si mesmo conforme a fé que Deus lhe deu. Porque, assim como em um só corpo temos muitas partes, e todas elas têm funções diferentes, assim também nós, embora sejamos muitos, somos um só corpo por estarmos unidos com Cristo. E todos estamos unidos uns com os outros como partes diferentes de um só corpo. Portanto, usemos os nossos diferentes dons de acordo com a graça que Deus nos deu. Se o dom que recebemos é o de anunciar a mensagem de Deus, façamos isso de acordo com a fé que temos. Se é o dom de servir, então devemos servir; se é o de ensinar, então ensinemos; se é o dom de animar os outros, então animemos. Quem reparte com os outros o que tem, que faça isso com generosidade. Quem tem autoridade, que use a sua autoridade com todo o cuidado. Quem ajuda os outros, que ajude com alegria.

APRESENTAÇÕES EM POWER POINT PARA VOCÊ

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin