sábado, 6 de outubro de 2012

ORAR+AÇÃO

 

No cristianismo muitas pessoas utilizam a oração como a varinha mágica que muda o mundo, nesse contexto deixe-me dizer que a oração sem ação é simplesmente uma ilusão. Há coisas pelas quais você está orando que não correspondem a de Deus, mas simplesmente a você!
Lembro de um
amigo que pediu que eu orasse para que Deus retirasse o vicio do cigarro, no mesmo momento respondi: Quem introduziu o cigarro na sua vida não foi Deus, mas foi você mesmo, assim quem tem que ter força para retirá-lo é você e não Deus.
Muitos esposos oram para serem bons maridos, porém não se esforçam em passar tempos de
qualidade e quantidade com suas esposas. Os pais de família oram a Deus para que consigam ser bons pais, porém, não estão dispostos a ter paciência quando estão com seus filhos.

Que coisas na sua vida necessitam ser mudadas, mas você vive deixando para Deus? Em que área da sua vida você permaneceu parado durante muito tempo e agora recorreu a oração, porém, tudo continua igual ou até pior?
Outras pessoas estão esperando seu príncipe ou princesa, contudo, não se relacionam com os outras pessoas para criar um espaço e cenários nos quais possam
compartilhar e cultivar amizades. A oração é necessária, mas, não é suficiente, se assim fosse, te garanto que você não estaria aonde você está agora; e esse é na sua maioria o problema de muitos irmão na fé que vivem orando, porém, não fazem nada para provocar uma mudança em qualquer área que seja.

Você deve orar, mas, também AGIR, de outra maneira será total perda de tempo.

"Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma". Tiago 2:17

FONTE: http://conexaocomomundo.blogspot.com.br

Porque os evangélicos não adoram Maria e os santos da Igreja Católica

Um dos motivos que causam divergência entre católicos e evangélicos é o culto aos santos, enquanto católicos praticam este culto com regularidade o mesmo não acontece entre os evangélicos. Mas porque os evangélicos não prestam o culto ou a adoração a Maria ou santos canonizados pela igreja católica?

 

O que é santo?

Primeiro temos que entender bem o que significa a palavra “santo” no cristianismo. Segundo definição bíblica, santo é todo aquele que é separado para Deus e ocorre com qualquer pessoa que é nascido de Deus. Não tem a ver com pessoas especiais escolhidas pela igreja para ser santo, mas sim de pessoas que pela fé entregaram suas vidas a Jesus Cristo e creem na sua obra redentora no calvário como única e suficiente para a nossa redenção.

Em resumo é possível dizer que qualquer pessoa que quer ir para o céu precisará ser santo, mas isto não ocorrerá por seus méritos ou feitos e sim pelos méritos de Jesus.

 

Porque os evangélicos não adoram os santos. Três razões:


Os santos não podem interceder

Boa parte dos santos que a igreja católica canonizou ou elevaram à condição de santos são pessoas que no passado creram em Jesus Cristo como nós cremos. Alguns tiveram o privilégio de estar com Cristo aqui na terra, mas assim como nós eles também aguardam em Cristo a esperança da salvação.  Isto é, eles não podem interceder por nós junto a Deus.

Jesus é o único intercessor

O apóstolo Paulo escrevendo a Timóteo na segunda carta afirma: Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem. (Almeida Revista e Atualizada). Logo, qualquer tentativa de colocar outra pessoa para interceder por nós junto a Deus indica a princípio uma perda de tempo e uma falta de confiança na pessoa de Jesus Cristo e na sua intercessão junto a Deus.

A idolatria

Idolatria é tudo aquilo que colocamos no lugar de Deus. Se Jesus é o único mediador (intercessor) por nós junto a Deus, então dobrar os joelhos diante de uma imagem de um santo ou pedir mentalmente que ele interceda por nós junto a Deus é colocar este santo no lugar de Jesus e Jesus é Deus!

Nas religiões orientais, especialmente é comum eles adorarem animais, alguns povos antigos adoravam o sol, a lua, as montanhas e por ai vai. Tudo isso é idolatria, pois tenta colocar uma pessoa, animal, objeto ou qualquer outra o lugar que pertence apenas a Deus.

 

Conclusão

Os evangélicos entendem que Maria, Paulo, Pedro, João, entre outros são santos e são santos porque foram nascidos de Deus pela fé em Jesus Cristo. Cremos que os seus exemplos precisam ser seguidos, que suas palavras precisam ser ouvidas e que assim como nós eles estarão na gloria eterna que Deus preparou a todos que pela fé creem na obra redentora de Jesus Cristo e entrega sua vida à aquele que é o único mediador entre Deus e os homens.

FONTE: http://www.evangelizacao.blog.br/

APRESENTAÇÕES EM POWER POINT PARA VOCÊ

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin