domingo, 18 de novembro de 2012

O papel de cada um na família – parte I

A família tem basicamente três classes principais de pessoas: Marido, Esposa, e Filhos.

Cada uma dessas classes tem uma função principal e específica com relação as outras. Quer dizer, as funções são muitas, mas há uma principal que cada um tem.

Quando cada pessoa cumpre sua função principal, o resto se encaixa e família funciona bem porque há equilíbrio.

O PAPEL PRINCIPAL DO MARIDO

Em uma palavra: provisão. A responsabilidade principal do marido, pai, chefe de família é ganhar o sustento para sua família. Deus o criou já com essa inclinação, por isso todo homem tem um desejo natural de empreender, construir algo, lutar por um sonho ou seu lugar debaixo do sol. (Se um homem não tem isso dentro de si, mas é acomodado, sem alvos, sem iniciativa, não é necessário dizer que ele tem é fracassado na família. Precisa buscar ajuda.)

Por isso também, por ter essa natureza laborial, o homem é mais feliz quando sua família, especialmente sua esposa, reconhece seus esforços. Não há nada mais desmoralizante para um homem do que não ser apreciado pelos esforços que faz pela família.

A mulher sábia, então, busca fazer comentários positivos que ressaltam os valores do marido. “Admiro tanto seu trabalho, você fez um bom negócio naquela venda.” — ao invés de “Quando é que a gente vai poder comprar aquele sofá novo, hein? Você nunca me dá nada.”

Portanto, o homem conquista, é o herói. A mulher torce por ele, o admira, não faz segredo do quanto se orgulha dele.

 

FONTE: http://www.renatocardoso.com/blog

O papel de cada um na família – parte II

 

O PAPEL PRINCIPAL DA ESPOSA

Lembrando: Quando falamos em ‘papel principal’ não queremos dizer que é único nem exclusivo. Assim como hoje em dia muitas mulheres tem saído ao trabalho e ajudado o marido no ganha-pão da família, também muitos homens tem cooperado nas tarefas de casa que outrora eram quase que exclusivas a mulher.

Mas isso não diminui o fato de que ambos continuam tendo um papel principal. Enquanto que o do homem é ser o provedor da família, o da mulher é ser a que cuida do bem estar da família.

É a mulher, portanto, que normalmente se certifica da boa nutrição da família, das suas roupas, do seu bem-estar emocional, e da sua saúde. A natureza feminina, que é muito mais sensível aos detalhes e às necessidades físicas dos seus, a torna muito mais capacitada de cumprir o papel de esposa e mãe.

É um fato comprovado, por exemplo, que o casamento faz bem à saúde. Homens bem casados chegam a viver de 4 a 5 anos mais do que homens que não tem ou tiveram uma mulher ao seu lado, especialmente nos últimos anos de sua vida. É a mulher que nota logo quando há alguma coisa errada com a saúde do marido ou filhos.

Dentro do seu papel principal, a mulher é a que promove a paz no lar. Ela é a reconciliadora, apaziguadora, organizadora – enfim, ela faz com que o lar seja um lugar de paz. Quando a mulher não é sábia, ela causa um desequilíbrio nesse ambiente através de contendas, acusações, e falta de atenção ao marido e filhos.

Se o seu marido não tem tido prazer de estar em casa, isso pode ser um sinal de que você tem falhado nesse papel (pois a reação do homem é evitar o ambiente onde ele não se sente em paz.)

O marido sábio, por sua vez, reconhece e valoriza a esposa que tem e cuida dela pois sabe o quanto precisa dessa auxiliadora a seu lado.

FONTE: http://www.renatocardoso.com/blog

O papel de cada um na família – parte III

 

O PAPEL PRINCIPAL DOS FILHOS

Recapitulando as mensagens anteriores: O papel principal do marido e pai é ser o provedor da família; o da esposa e mãe é de cuidar e promover a paz em casa. Então, qual é o papel principal dos filhos em relação à família?

Como o próprio Deus revelou nos Dez Mandamentos, o que é mais esperado dos filhos é que honrem aos pais.

E o que é honrar os pais? Uma olhadinha no dicionário nos dá uma rápida idéia. ‘Honrar’ significa, entre outros: considerar com grande respeito, não desmerecer de, citar com louvor os feitos ou merecimentos de alguém, cumprir uma obrigação ou acordo, admirar, valorizar, prestar reconhecimento em público, obedecer, ser fiel á, atingir a expectativa, reconhecer, exaltar.

Você que é filho ou filha, olhe bem para a lista acima. Você pode dizer que tem honrado seus pais?

É bem verdade que há pais que devido ao mau exemplo que dão não inspiram nos filhos o desejo de honrá-los. Com pode o filho honrar um pai adúltero ou uma mãe alcoólatra, por exemplo? Mas mesmo em casos assim, a melhor opção para o bom filho ou filha é determinar que NÃO SERÁ como o pai ou mãe com respeito ao mau exemplo. Essa é a melhor honra que lhe pode dar.

Agora veja bem. No mundo os filhos são motivados a desprezarem os pais, rebelarem contra eles, e até ridicularizá-los. Só por aí o jovem e a jovem de Deus devem já perceber que este não é o caminho a seguir.

A título de esclarecimento, porém, fique claro que honrar pai e mãe não significa abdicar a própria independência e individualidade. É um desejo e direito legítimo de um filho buscar desenvolver seu potencial conforme sua própria fé. Os pais não devem obrigar que o filho seja advogado, por exemplo, quando o que ele realmente quer é ser engenheiro. Não se deve confundir honra com capricho.

 

FONTE: http://www.renatocardoso.com/blog

APRESENTAÇÕES EM POWER POINT PARA VOCÊ

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin