sexta-feira, 24 de maio de 2013

MARCAS PROFUNDAS DA INTOLERÂNCIA

REPORTAGEM PUBLICADA NA FOLHA DE SÃO PAULO 24/05/2013.

TENDÊNCIAS / DEBATES :

 http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/110440-marcas-profundas-da-intolerancia.shtml

A ausência de discussão franca empurra a Universal para o circo armado por oportunistas que semeiam o preconceito contra nós

Diz-se que um dos melhores meios de conhecer usos e costumes de uma sociedade é analisar o lixo que ela produz. Pois há um novo tipo de detrito que serve perfeitamente para avaliar como a intolerância grassa em nosso tempo: o esgoto que corre pela internet.

Cotidianamente, indivíduos irresponsáveis difamam de modo anônimo membros da Universal, bem como de tantos outros segmentos, veiculando falsas informações que de nada servem, a não ser produzir fétido chorume do preconceito e da intolerância. Será que esse pútrido fedor do preconceito e da intolerância é inalado e considerado como agradável fragrância por alguém?

Na verdade, o maior problema nem está na publicação original das mentiras, que o Poder Judiciário sempre pode reparar condenando os autores, mas naquilo que temos como consequência. Blogs e redes sociais reproduzem, repercutem e ampliam impiedosamente as tais "notícias".

Piadas de péssimo gosto --que os bons modos impedem de reproduzir-- são publicadas em portais de grande audiência e propagam-se pelo Twitter e pelo Facebook. Impunemente, divulgam as mentiras e fazem chacota da Universal, de seus membros e da fé que nos é garantida constitucionalmente.

Apenas no Brasil, a Universal tem mais de 6 milhões de membros praticantes, que se somam a outros tantos espalhados em cerca de 200 países, por todos os cinco continentes do planeta. Tamanho protagonismo alcançado em apenas 35 anos de existência pode explicar o imenso incômodo que, parece, geramos e que se traduz em ataques que afloram sempre que algo sobre nossa igreja ou a respeito de um de nossos membros é publicado.

Mas como falar em preconceito religioso, se o Brasil é um autoproclamado país aberto a todas as culturas, de um povo forjado no banho-maria da cordialidade e da tolerância? Pois essas afirmações sustentam-se em dogmas tão confortáveis quanto falsos, como aquele que, em nome de uma alegada convivência pacífica, defende que não discutamos "futebol, política e religião".

Assim, além de pregar descaradamente a total alienação da vida política, tal regra de etiqueta abre um fosso de hipocrisia que separa o real e necessário debate sobre a ausência da liberdade de culto no Brasil dos atos de intolerância a que somos submetidos cotidianamente.

Por que não posso afirmar que tenho preferência por meu time de coração, que pode não ser o seu, ou que me identifico mais com uma ideologia partidária, ou com minha religião de fé? A ausência de discussão franca e às claras empurra a Universal, as denominações evangélicas e outras religiões minoritárias para o circo armado por oportunistas que semeiam o preconceito e a ignorância contra nós.

Vamos retirar o monopólio do debate religioso desses irresponsáveis e inconsequentes preconceituosos que hoje se reproduzem na internet. Quer saber mais sobre a Universal? Não tenha medo. Procure qualquer um dos nossos milhões de membros. Asseguro que a conversa será inesquecível, esclarecedora e reveladora sobre o porquê de essa gente, mesmo enfrentando tantas hostilidades, ter coragem e prazer em afirmar: "Eu sou a Universal".

CARLOS OLIVEIRA, 47, bispo evangélico, é responsável pelas relações institucionais da Igreja Universal do Reino de Deus

FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/

terça-feira, 21 de maio de 2013

APRENDIZ DA VIDA

APRENDIZ

Aprendi:
Que não posso exigir o amor de ninguém, posso apenas dar boas razões para que goste de mim e ter paciência, para que a vida faça o resto.
Aprendi
Que posso passar anos construindo uma verdade e destruí-la em apenas alguns segundos.
Aprendi
Que posso fazer algo em um minuto e ter que responder por isso o resto da vida.
Aprendi
Que por mais que se corte um pão, cada fatia continua tendo duas faces... e o mesmo vale para tudo o que cortamos em nosso caminho.
Aprendi
Que preciso escolher entre controlar meus pensamentos ou ser controlado por eles.
Aprendi
Que os heróis são pessoas que fazem o que devem fazer "naquele" momento, independentemente do medo que sentem.
Aprendi
Que posso ficar furioso. Tenho direito de me irritar, mas não tenho o direito de ser cruel.
Aprendi
E repasso ao mundo, que jamais posso dizer a uma criança que seus Sonhos São Impossíveis, pois seria uma tragédia para o mundo se eu conseguisse convencê-la disso.aprendiz mirim
Aprendi
Que não é o bastante ser perdoado pelos outros... eu preciso me perdoar primeiro.
Aprendi
Que não importa o quanto meu coração esteja sofrendo, o mundo não vai parar por causa disso.
Aprendi
Que quando duas pessoas discutem, não significa que elas se odeiem; e quando duas pessoas não discutem, não significa que elas se amem.
Aprendi
Que diplomas na parede não me fazem mais respeitável nem mais sábio.
Aprendi
Que palavras de amor perdem o sentido, quando usadas sem critérios. E que amigos não são apenas para guardar no fundo do peito, mas para mostrar que são amigos.
Aprendi
Que certas pessoas vão embora da nossa vida de qualquer maneira, mesmo que desejemos rete-las para sempre.
Aprendi, afinal;
Que é difícil traçar uma linha entre ser gentil, não ferir as pessoas, e saber lutar pelas coisas em que acredito.
Eu aprendi que tenho muito a aprender em minha vida. Com todo meu carinho.
Para vocês que continuam me ensinando como viver.
A Vida...uma obra de arte!


Fonte: Web (Autor desconhecido)

CATOLICISMO – Algumas verdades – parte V

SOBRE A MUTILAÇÃO DOS DEZ MANDAMENTOS

A Bíblia responde em Êxodo 20.3-17 que o segundo mandamento é omitido no catecismo romano e o último foi desdobrado em dois, para que os católicos não conheçam a verdade sobre a idolatria.

LEIA : Êxodo 20.3-17

3 Não terás outros deuses diante de mim.Os-dez-mandamentos

4 Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra.

5 Não as adorarás, nem lhes darás culto; porque eu sou o SENHOR, teu Deus, Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem

6 e faço misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos.

7 Não tomarás o nome do SENHOR, teu Deus, em vão, porque o SENHOR não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão.

8 Lembra-te do dia de sábado, para o santificar.

9 Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra.

10 Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR, teu Deus; não farás nenhum trabalho, nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o forasteiro das tuas portas para dentro;

11 porque, em seis dias, fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e, ao sétimo dia, descansou; por isso, o SENHOR abençoou o dia de sábado e o santificou.

12Honra teu pai e tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR, teu Deus, te dá.

13 Não matarás.

14 Não adulterarás.

15 Não furtarás.

16 Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.

17 Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma que pertença ao teu próximo.

SOBRE A IGREJA CATÓLICA E A REFORMA

O nome “protestante” usado para designar pejorativamente os crentes, foi dado aos integrantes do movimento denominado de “A Reforma Protestante”, ocorrido no séc. XVI contra os falsos ensinos do catolicismo. poucos sabem, porém, que a Reforma foi liderada por um padre chamado Martinho Lutero, que descobriu a verdade sobre a doutrina da Igreja Católica ao traduzir a Bíblia para o alemão. Lutero defendeu três pontos:

  1. SOLA SCRIPTURA (somente a Escritura)

Somente (sola) “a Escritura é a norma determinadora e não a norma determinada para as decisões da fé e da vida” (Mt 4.4; Mc 14.27; Mc 7.11-13).

Avalie! O que tem servido de base para a fé católica? Não tem sido o ensino da Igreja, sem o devido exame da Bíblia e a tradição dos pais? Pense: O que dizer de todas as violações ás Escrituras, já expostas aqui? Adote 1 Co 4.6 como novo paradigma de fé “não ultrapasseis o que está escrito.”

   2. e 3.    SOLA FIDESOLA GRATIA (somente a fé e a graça)

Somos justificados, salvos pela graça, por meio da fé. A justiça de Deus descarta qualquer salvação por obras (Rm 1.17; Ef 2.8-9; Tt 3.3-5; Is 41.24)

Reflita: Se fazer o bem, não salva, qual é o futuro eterno de quem morre crendo estar salvo pelas obras? Por que o papa omite isso? “Se o papa tem o controle sobre as almas no purgatório, diz Lutero, por que ele não abre os portões e as deixa ir? (Jo 3.17, 36; Rm 3.23)

Muitos estão na igreja católica pensando em mudá-la. O padre lutero saiu. A Bíblia responde: Em:  Mc7.8,9,13; Hb 10.26-27.

  • Mc 7 . 8 : Negligenciando o mandamento de Deus, guardais a tradição dos homens.
  • Mc 7 . 9 : E disse-lhes ainda: Jeitosamente rejeitais o preceito de Deus para guardardes a vossa própria tradição.
  • Mc 7 .13: invalidando a palavra de Deus pela vossa própria tradição, que vós mesmos transmitistes; e fazeis muitas outras coisas semelhantes.
  • Hb 10 . 26: Porque, se vivermos deliberadamente em pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta sacrifício pelos pecados;
  • Hb 10 . 27: pelo contrário, certa expectação horrível de juízo e fogo vingador prestes a consumir os adversários.

 

Fonte: Livro Ferramenta - 100 respostas Bíblicas para o Catolicismo de Édino Melo

VEJA TAMBÉM:

quarta-feira, 15 de maio de 2013

CATOLICISMO – Algumas verdades – parte IV

SOBRE OS LIVROS APÓCRIFOS

livro apócrifoOs chamados livros apócrifos foram acrescentados à Bíblia pela Igreja Católica em 8 de abril de 1546 no Concílio de Trento (1545-1563). São os livros de Tobias, Judite, Sabedoria de Salomão, Eclesiástico, Barucque, A Epístola de Jeremias, 1 e 2 Macabeus e acréscimos feitos a Ester e a Daniel. Grudem a lista 4 fatos que mostram que não podemos aceitá-los como Palavra de Deus:

  1. Eles não atribuem a si inspiração divina;
  2. Não foram considerados Palavra de Deus pelo povo judeu;
  3. Não foram considerados como Escritura por Jesus nem pelos escritores do Novo Testamento;
  4. Contêm ensinos incoerentes com o restante da Bíblia.

Erros absurdos, comprovam que não são divinos:

  • Judite e Tobias – contêm erros históricos, cronológicos e geográficos.
  • Sabedoria de Salomão – ensina a criação do mundo a partir de matéira preexistente (11.17)
  • Eclesiástico – ensina que esmolas trazem a expiação do pecado (3.30).
  • Barucque – diz que Deus ouve as orações dos mortos (3.4)
  • 1 Macabeus – contêm erros históricos e geográficos.
  • 2 Macabeus – em 15.38-39 o escritor pede desculpas pelos erros. Como poderiam ser livros inspirados se contêm erros e foram escritos em grego, uma vez que o Antigo Testamento está escrito em hebraico e aramaico? Prova que esses livros foram escritos após o A.T.
  • Judite – foi escrito em grego e situa a história na Babilônia de 626 a 668 A.C. Analise: “Mas, como poderia ser verdade, se neste momento nem há notícia da propagação dos gregos?”

 

A Bíblia responde:

Examinais as Escrituras, porque vós julgais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam (Jo 5.39). A Escritura não pode falhar (Jo 10.35). Nada acrescentareis à Palavra que vos mando, nem diminuireis Bíbliadela, para que guardeis os mandamentos do Senhor vosso Deus, que eu vos mando (Dt 4.2). Eu, a todo aquele que ouve as palavras desta profecia deste livro, testifico: Se alguém lhes fizer qualquer acréscimo, Deus lhe acrescentará os flagelos escritos neste livro; e se alguém tirar qualquer coisa das palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte da árvore da vida, da cidade santa das coisas que se acham escritas neste livro (Ap. 22.18-19).

Fonte: Livro Ferramenta - 100 respostas Bíblicas para o Catolicismo de Édino Melo

VEJA TAMBÉM:

domingo, 12 de maio de 2013

DEUS existe ou não existe?

Deus

É incompreensível que Deus exista, porém, é incompreensível que ele não exista. Se Deus existir teremos respostas para nossas perguntas, se ele não existir então teremos apenas perguntas.

Se Deus não existe, logo não há pecado e portanto não temos que prestar conta a ninguém. Esta idéia parece confortável e ela se encaixa melhor no pensamento moderno onde o centro de todas as coisas é o EU. A não existência de Deus coloca o homem como o dono do próprio nariz, livre e independente.

Porém, se Deus existe então tenho teremos problemas, afinal, somos pecadores e Deus odeia o pecado. A existência de Deus é uma realidade dura para muitos, pois mesmo não aceitando eles sabem que um dia terão de se apresentar diante daquele que eles ignoraram a vida toda.

Ignoraram que Deus existe. Ignoraram que Deus enviou seu filho Jesus Cristo para salvar os pecadores do inferno. Ignoraram que Deus ressuscitou esse Jesus dos mortos como prova de que aqueles que nele crê não perecerão no inferno, mas terão a vida eterna.

A existência de Deus é questionada por muitos, alguns não conseguem provar que ele existe outros não conseguem provar que ele não existe.

Ora, as trevas só existe porque um dia houve a luz, a mentira é uma prova irrefutável da existência da verdade, tudo que é falso testifica das coisas autênticas, assim, não crer que Deus existe vem do existir de Deus.

A existência de Deus é anterior ao homem, como poderá o homem questionar o seu criador? Paulo escreveu assim:

Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! Quem, pois, conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi o seu conselheiro? Ou quem primeiro deu a ele para que lhe venha a ser restituído? Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém!
(Romanos 11:33-36)

Fonte: http://www.evangelizacao.blog.br

sábado, 11 de maio de 2013

10 Regras para criarem filhos delinquentes

 

01) Comecem desde a infância a dar a seu filho tudo que ele quiser. Dessa forma, ele crescerá achando que o mundo deve sustentá-lo.

02) Quando ele aprender palavrões, riam dele. Isso o fará achar que é engraçadinho.

03) Nunca dêem a ele nenhuma educação espiritual. Esperem até ele ter 21 anos e então deixem que ele “decida por si mesmo”.

04) Evitem usar a palavra errado. Ela pode acarretar um complexo de culpa. Isto o condicionará a acreditar mais tarde, quando for preso por roubar um carro, que a sociedade está contra ele e que ele está sendo perseguido.dezregras

05) Apanhem tudo o que ele deixar caído pelo chão. Façam tudo por ele a fim de que ele adquira experiência em jogar toda a responsabilidade sobre os outros

06) Permitam que ele leia qualquer coisa impressa que lhe cair nas mãos, ou assista qualquer tipo de programa na televisão. Cuidem de esterilizar os talheres e os copos, mas deixem que a mente dele se alimente de lixo.

07) Discuta frequentemente na presença de seus filhos. Desta forma, eles não ficarão tão chocados quando seu lar se desfizer mais tarde.

08) Dêem ao seu filho todo o dinheiro que ele quiser gastar. Nunca permitam que ele ganhe seu próprio dinheiro.

09) Defendam-no contra vizinhos, professores e policiais. Todos eles são preconceituosos com relação ao seu filho.

10) Quando ele se meter em sérias encrencas, desculpem-se, dizendo: “Nunca pudemos com ele mesmo.”

Fonte: (via e-mail)  Deputado Antonio Bulhões – PRB/SP

Nascido aos 50 anos…é possível?

 

Sim, com toda certeza é possível sim, e aconteceu com o meu irmão Marcos Guedes, que fará aniversário no próximo sábado (18).

Há aproximadamente 40 dias ele estava morto em meio às drogas - maconha, cocaína e crack -, escravo dos vícios e do homossexualismo havia 30 anos. A vida inteira sofrendo, a ponto de irmos buscá-lo diversas vezes em hotéis e favelas (bocas de drogas).

Por toda nossa vida, minha falecida mãe e nós orávamos pela libertação dele, e nada acontecia; porém, esse novo nascimento só veio acontecer após o Jejum de Daniel, na Campanha do Monte Hermom, exatamente no dia 14 de março.

Quando o bispo Macedo levantou os braços no alto do Monte Hermom, clamei a DEUS: "Senhor, assim como teu servo levanta os braços no alto do Monte da Transfiguração, levanta o meu irmão e transfigura a vida dele por completo; ou então o Senhor o salva, mata e leva, porém salvo!"

Ou seja, parti para uma decisão. Ele respondeu.

Bispo, quando terminei a oração, engravidei do milagre que ia acontecer na vida dele. Foi uma certeza tão grande de que o nosso poderoso DEUS iria resgatá-lo, que fiquei tranquilo.

Hoje ele abandonou tudo de errado que praticava - consciente e até mesmo inconscientemente - e está uma brasa viva buscando o Senhor Jesus mais e mais na Universal da João Dias.

Tenho a absoluta certeza de que as promessas de Deus se cumprem, mesmo que seja após a morte física do seu servo (a).

"Creia no Senhor Jesus Cristo e será salvo tu e tua casa". Essa promessa hoje se cumpriu na vida da nossa mãe (já falecida).

MÃES, NUNCA DESISTAM DA RESTAURAÇÃO DA VIDA DOS SEUS FILHOS. SEJA LÁ EM QUE ÁREA FOR, ESSE DEUS É O DEUS DA TRANSFIGURAÇÃO!

Obrigado, Senhor Jesus Cristo!
Que Deus nos abençoe!

Jesus Guedes - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

FONTE:Relato copiado no Blog do Bispo Macedo

quinta-feira, 9 de maio de 2013

CATOLICISMO – Algumas verdades–parte III

SOBRE A IGREJA CATÓLICA E O ECUMENISMO

A Igreja Católica está convicta de que a cristandade deve existir sob a direção da Igreja de Roma. Antes os protestantes, evangélicos e outros grupos que saíram da Igreja de Roma eram considerados por ela apóstatas e hereges, depois irmãos separados e agora são convidados a voltarem para casa. O objetivo final do movimento ecumênico é reunir e unificar toda a cristandade. Analise as respostas:

  1. Toda doutrina que não está inteiramente de acordo com a Bíblia Sagrada é condenada por Deus.
    1. Todo aquele que ultrapassa a doutrina de Cristo e nela não permanece não tem Deus; o que permanece na doutrina, esse tem tanto o Pai como o Filho. Se alguém vem ter convosco e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem lhe deis as boas-vindas.” (2 João 1:9-10)
  2. Não pode haver comunhão entre luz e trevas.
    1. Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas?” (2 Coríntios 6:14)
  3. Não é possível dois andarem juntos se não houver entre eles acordo (Am. 3:3). Como posso me unir a um grupo que invoca o exu (o diabo), enquanto eu exorciso o bicho; falar de ressureição, enquanto o outro fala de reencarnação; falar do céu e o purgatório; fazer oração e outro, despacho?
    1. Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios.” (1 Coríntios 10:21)
  4. A Bíblia declara tolerância zero para o ensino que estiver fora da doutrina de Cristo.
    1. Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus nos ouve; aquele que não é da parte de Deus não nos ouve. Nisto reconhecemos o espírito da verdade e o espírito do erro.” (1 João 4:6)
  5. Os ecumênicos declaram que todo caminho leva a Deus. Ora, quem caminhar para o sul, não chegará ao norte. Se o céu fica em cima, o inferno está embaixo.
    1. Para o sábio há o caminho da vida que o leva para cima, a fim de evitar o inferno, embaixo.” (Provérbios 15:24)

CONCLUSÃO:

O caminho é para cima e para lá, só há um, Jesus. Ele é o único mediador entre Deus e os homens.

  • Ora, ninguém subiu ao céu, senão aquele que de lá desceu, a saber, o Filho do Homem [que está no céu]”. (João 3:13)
  • Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” (João 14:6)
  • Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, …” (1 Timóteo 2:5)

A Bíblia responde:

Os defensores do ecumenismo dizem que somos intolerantes por defendermos a singularidade de Cristo. Como o norte e o sul, porém, na Bíblia, o céu e o inferno estão em direções opostas (Pv.15:24) e (Mt. 7:13-14). Pode alguém subir descendo? E eles também são intolerantes ao afirmarem que suas opiniões são verdadeiras e outras são falsas? Incoerência! Eva foi tolerante com o diabo, veja no que deu! (2Co 11:3). Pode o cordeiro andar com cascavel, o rato com o gato? Como posso me unir a um satanista que sacrifica crianças? Como servo de Deus devo condenar as obras das trevas . (Ef.5:12-13).

Fonte: Livro Ferramenta - 100 respostas Bíblicas para o Catolicismo de Édino Melo

Veja também: CATOLICISMO - Algumas verdades - parte I

                       CATOLICISMO - Algumas verdades - parte II

quarta-feira, 8 de maio de 2013

CATOLICISMO – Algumas Verdades – Parte II

Sobre a Igreja Católica e a interpretação da Bíblia

igreja católica 2

No Compêndio do Vaticano II, lê-se o seguinte: “Não é através da Escritura apenas que a Igreja deriva sua certeza a respeito de tudo que foi revelado. Por isso ambas (Escritura e Tradição) devem ser aceitas e veneradas com igual sentido de piedade e reverência” (p.127).

No 3° Catecismo (p.152 a 154), lemos que a “tradição é a palavra de Deus não escrita, mas comunicada de viva voz por Jesus Cristo e pelos apóstolos e transmitida inalterada de século em século até nós…à tradição deve dar-se o valor que se dá a Palavra de Deus revelada, contida nas Sagradas Escrituras. Este ensino anula a suficiência da Escritura.

 A BÍBLIA RESPONDE:

“A Lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, nunca verão a alva” (Isaias 8:20).

“Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça” ( 2 Timóteo 3:16).

“A Escritura não pode falhar” (João 10:35)

Sobre o ensino da Igreja Católica e o ensino de Jesus

Jesus jamais mencionou ou disse para consultar outros documentos além da Escritura Sagrada. Ao contrário, em 1Co 4.6 diz: “não ultrapasseis o que está escrito”. Na verdade, a Bíblia responde severamente: “Eu, a todo aquele que ouve as palavras desta profecia deste livro, testifico: Se alguém lhes fizer qualquer acréscimo, Deus lhe acrescentará os flagelos escritos neste livro.” (Ap.22:18). Se eu seguir o ensino católico estarei contra o ensino de Jesus e serei condenado. Eu escolho ficar com Jesus e você?

Sobre a Igreja Católica e a leitura da Bíblia

Em 1229, no Concílio de Tolosa, o clero proibiu o uso da Bíblia pelos leigos e até pouco tempo as missas eram em latim. Por que? Inventaram que ler o livro da capa preta deixava a pessoa louca.

Este é o cúmulo do absurdo! Veja o que a Bíblia responde: “errais, não conhecendo as Escrituras…” (Mateus 22.29). Jesus diz:” Examinais as Escrituras porque vós julgais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam” (Jo 5.39) Ter proibido a leitura da Bíblia foi, sem dúvida, uma iniciativa das profundezas do inferno.

Fonte: Livro Ferramenta - 100 respostas Bíblicas para o Catolicismo de Édino Melo

VEJA TAMBÉM: CATOLICISMO - Algumas Verdades - Parte I

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Fazer tatuagem é pecado?

No passado, as pessoas marcavam seus corpos por muitas razões, originalmente, demoníacas…

mat1_479

"Tenho uma tatuagem e gostaria de retocá-la, mas, após minha conversão, fico na dúvida se estarei desagradando a Deus. Conheço o que a Bíblia fala a respeito, mas nada me parece muito claro. Preciso esclarecer minha dúvida em relação a esse assunto." Amiga

A tatuagem é mais um produto da moda. As celebridades fizeram, agora, todo mundo quer fazer também. Antes de escrever sobre o que a Bíblia fala a respeito disso, vamos ao que eu penso sobre esse assunto.

Primeiro:

Por acaso você conseguiria usar a mesma roupa para o resto da sua vida? Claro que não! Só que é isso que você faz quando coloca uma tatuagem no corpo. Vai ter que usá-la para o resto da vida. Chatinho, não?

Segundo:

Será que os acessórios que usamos não são suficientes? Será que temos que desenhar no nosso corpo para nos enfeitarmos? Sinceramente, desenho são para papel, parede, caixinhas e não para o corpo! Além do mais, tem tatuagem que parece mais grafite do que qualquer outra coisa.

Terceiro:

Sabe o motivo pelo qual se coloca uma tatuagem? Para chamar atenção! Você também pode colocar uma melancia na cabeça se quiser.

Enfim, já deu para ver que o assunto me irrita. Vamos, então, ao que a Bíblia diz a respeito:

No passado, as pessoas marcavam seus corpos por muitas razões, originalmente, demoníacas. Até hoje, no continente Africano, tem pessoas que marcam seus corpos aos espíritos, como proteção. Já por aí dá para ver quem normalmente encoraja essa prática.

Em Levíticos 19, você vai achar um versículo que fala sobre esse assunto, mas o mais interessante é que ele está no meio de muitos outros assuntos que você provavelmente já considera como ruim: desrespeito aos pais, idolatria, roubo, mentira, falsa testemunha, blasfêmia, ódio, injustiça, fofoca, discriminação, assassinato, vingança, adultério, crueldade com animais, abuso sexual e "Não fareis lacerações na vossa carne pelos mortos; nem no vosso corpo imprimireis qualquer marca. Eu sou o Senhor."

Para mim é bem claro que imprimir qualquer marca inclui-se a tatuagem.

Na época, se fazia isso como culto aos deuses. O mesmo acontece hoje, só que em nome da 'moda'. As pessoas não se perguntam de onde a prática veio, só vão e fazem porque gostam de mostrar que são modernas, aventureiras, interessantes; ou seja, querem chamar atenção.

Se Deus incluiu essa prática junto a outras tão ruins, é de se concluir que ela não é boa para você. Veja como Ele começa esse capítulo em Levíticos: "Sereis santos, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou santo."

Para ser santo, tem que ser diferente.

FONTE: TEXTO RETIRADO DO BLOG DA CRISTIANE CARDOSO

APRESENTAÇÕES EM POWER POINT PARA VOCÊ

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin