sábado, 9 de maio de 2015

O segredo da vida em abundância

 

Falar da vida em abundância e aceitar uma vida de miséria tem sido um dos maiores sinais da falta de conhecimento da Verdade!

Meditemos: Será que o Deus do Antigo Testamento é diferente do Deus do Novo Testamento?

A promessa de Deus a Abraão foi de uma descendência abençoada e próspera. Por causa dessa promessa, nós vemos os descendentes biológicos de Abraão, os judeus, serem detentores das maiores riquezas deste mundo, mesmo sendo perseguidos e odiados por causa disso. É muito difícil ver um deles pobre, pois Deus é Fiel e a Promessa se cumpre. No entanto, para eles uma coisa está faltando: a paz. Isso se dá pela falta da certeza da Salvação. Como aquele jovem rico que foi falar com o Senhor Jesus, ele tinha tudo menos a Salvação.

Por outro lado, o Senhor Jesus veio anunciar e trazer a Salvação para os que O aceitarem dizendo: Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. João 10.10

Ora, todo aquele que usa um pouquinho da inteligência entende que vida em abundância é ter tudo o que é necessário, incluindo a Salvação!

Só que não é isso que tem acontecido com a maioria dos cristãos, evangélicos, protestantes etc. Por quê?

Porque se deixaram enganar por essa frase babilônica e destruidora que diz que “Jesus ama os pobrezinhos”. Claro que Ele ama tanto os pobrezinhos como os ricos. Mas de uma coisa eu tenho certeza: Deus não ama ver um filho Seu passar fome, endividado e envergonhado. Eu até diria que isso é blasfêmia, pois como nós chamamos a Deus de Pai e aceitamos uma doutrina dessa? Será essa a vida em abundância prometida? Parece até que Deus é pior que os seres humanos, que querem o melhor para os seus filhos.

Infelizmente, tudo isso acontece porque as religiões têm usado o Antigo e o Novo Testamento como se fossem duas Bíblias, duas promessas ou dois Deuses com caracteres diferentes! E quem está ganhando com isso é o diabo, porque ele é quem gosta de divisão.

No dia em que os cristãos abrirem os olhos e começarem a praticar as mesmas obras de Abraão e viverem a fé sacrificial, tendo Jesus como Senhor e Salvador, aí sim se cumprirá a promessa da vida em abundância.

Agora nós podemos entender por que a Igreja Universal tem sido caluniada, perseguida e injustiçada na pessoa do seu líder. Pois ela, edificada e conduzida pelo Espírito Santo, não se deixou enganar por essas falsas doutrinas.

Além disso, a Universal tem mostrado que o Deus do Antigo e do Novo Testamento é Um Só e Único Deus, e os resultados estão à vista. O atual Templo de Salomão exemplifica isso.

Entretanto, a base de tudo isso é o sacrifício.
Pense comigo: Abraão e a sua descendência sacrificaram.
Deus sacrificou na Pessoa do Senhor Jesus.
E nós, cristãos, vamos ficar de fora?

Não se deixe enganar!
No dia em que isso mudar, aí você vai ver a Grandeza de Deus!

sábado, 2 de maio de 2015

O que o irmão de Moisés pode nos ensinar sobre idolatria

Mesmo conhecendo a Deus, ele ficou quieto diante da idolatria dos hebreus

Resultado de imagem para idolatria na bíblia

Arão era da tribo de Levi. Três anos mais velho que Moisés, foi escolhido por Deus para ser o assistente dele (Êxodo 4.14-17;27-31).

Porém, Arão não foi sempre obediente a Deus. Ele ajudou o povo hebreu a fazer ídolos palpáveis, a criar um deus, pois eles não estavam mais acreditando em Moisés, que ele era realmente um canal usado por Deus (Êxodo 32.1-8).

Pecado aceito

Arão não era uma pessoa qualquer, sem nenhum entendimento, mas sim um homem que já tivera uma experiência espiritual, já ouvira a voz de Deus. Porém, mesmo assim, ele se deixou levar por um povo incrédulo, que queria saber o que aconteceria depois de saírem da terra do Egito. Eles eram ansiosos e desejaram fazer tudo do próprio jeito. E quando aceitou o pedido do povo e fez um deus em fundição, Arão, em nenhum momento, os repreendeu ou disse não, somente aceitou e participou daquele pecado.

Quantas vezes, como cristãos, temos sido coniventes com o pecado de outras pessoas somente para agradá-las? Uns pensam: “Tudo bem eu participar, Deus conhece o meu coração”; “Não faz mal, é somente essa vez".

Mas não é nada disso. Deus espera uma posição radical de quem O serve. Ele quer ver em atitudes o quanto você O ama e o quanto quer fazer Sua Obra.

Não seja como Arão, que perdeu a chance de falar para aquele povo, de abrir os olhos daquelas pessoas e de fortalecer a fé delas. Era a oportunidade dele, já que Moisés tinha confiado aquele povo a ele.

Cuidado

Às vezes, uma atitude, uma palavra ou até mesmo uma visita a determinado lugar pode não parecer algo tão nocivo, mas é. Preste atenção em tudo para que, em primeiro lugar, você agrade a Deus, e não às outras pessoas.

"Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo. Faço-vos, porém, saber, irmãos, que o Evangelho por mim anunciado não é segundo o homem, porque eu não o recebi, nem o aprendi de homem algum, mas mediante revelação de Jesus Cristo." Gálatas 1.10-12

Nos dias de hoje, situações que incentivam o pecado e expõem as pessoas às tentações são muito comuns. Festas vulgares, amizades erradas, conversas que não edificam espiritualmente, entre muitas outras coisas bombardeiam os servos de Deus frequentemente. Por isso, cuidado para não se envolver com o que "está na moda" ou o que "todo mundo está fazendo".

Se você deseja uma orientação, converse agora mesmo com um homem de Deus pelo Pastor Online.

Você achou essa reflexão interessante? Então, confira mais histórias sobre homens da Bíblia.

Fonte: http://www.universal.org

Você não está sozinho - Ты не один - мотивация

APRESENTAÇÕES EM POWER POINT PARA VOCÊ

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin